Casa d'Aldeia é a casa original, a mais antiga habitação de minha cidade natal Cachoeira do Sul. Habitação, que, igual a cidade, apesar de tantos golpes de vento e borrascas sazonais teima em manter ao menos duas paredes de pé. Casa d'Aldeia é a minha casa. Seja bem vindo a ela!
twitter orkut facebook digg favorites mais

30 de jan de 2012

NÃO TEM A MENOR GRAÇA

Prédios que desabam no centro da cidade que sediará a copa do mundo e as olimpíadas; parece piada, trocadilho infame... Não tem graça. Um sistema de saúde falido, remendado à guisa de portarias, medidas provisórias, decretos, CPMF; O SCAMBAU! Uma educação precária: analfabetos funcionais fruto de famílias decadentes, desconstituídas, gente achacada por 60 anos de descaso político, populismo e roubalheira. Não tem graça. Meios de comunicação elencando e promovendo do ruim ao pior. Lixo televisivo para as massas. Lavagem para os porcos (nós), que não temos grana pra assinar as não muito melhores bobagens da sky e cia. Um mercado cultural nojento, manipulado por uma cúpula de velhacos que deteem nas mãos o poder. Que controlam os botões e os cordões das marionetes. Tudo na base do Jabaculê: pra ser sucesso tem de pagar. E, o imediatismo da "merda" despejada nos olhos e ouvidos da população tem como primeiro efeito (imediato) o empobrecimento da cultura de base popular. Como efeito secundário, a dispersão das ideias de resistencia contra a opressão. Como efeito terciário, o completo desinteresse de buscar uma informação que não esteja ao acordo de um código pobre, desprovido de qualquer mínimo indício de valor estético mais sofisticado. Como se o feio, o malfeito, o meia boca tivesse se tornado em supra sumo. E a beleza se dispersasse entre a burrice generalizada. E essa camarilha diz: "È a linguagem que o povo entende!" Rebato: nos anos de 1960 o Brasil possuía muito mais analfabetos (funcionais e congênitos), e, ainda assim o povo aplaudia e apreciava Cartola, Noel Rosa, Chico Alves... Essa história de que o povo não sabe o que é bom é lorota, é piada e não tem graça. 
A aporrinhação de um BBB imbecilóide ao vivo pela teve, onde os "heróis" (de que não sei) fazem sacanagem e falam merda o tempo inteiro dentro de uma casa como se tal coisa significasse algo de valor. Além de contribuir para o voyerismo sem sentido e descartável, de mentes cujos pensamentos foram violados pela fábrica de besteiras televisivas. Milhões de trouxas votando a cada paredão e dando dinheiro pra emissora encher as burras, é uma piada sem graça. Não tem graça um país onde ricos e políticos, médicos e advogados, juízes e outros quetais corruptos são imunes às leis comuns e se favorecem de um corporativismo à toda prova. Sendo intocáveis pela lei. Mas, graças a qualquer deus de plantão por aí não são nem nunca serão imunes à bala. Senão não teria graça.